Apresentação

Gerar, disseminar e debater informações sobre RUÍDO URBANO, sob enfoque de Saúde Pública, é o objetivo principal deste Blog produzido no Laboratório de Vida Urbana, Consumo & Saúde - LabConsS da FF/UFRJ, com apoio e monitoramento técnico dos bolsistas e egressos do Grupo PET-Programa de Educação Tutorial da SESu/MEC.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Morador entra na Justiça contra badaladas do sino de uma igreja em RS

Os sinos da Igreja Luterana de Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha, vieram da Alemanha, tocam três vezes por dia e são ouvidos há mais de 70 anos.

video

No Rio Grande do Sul, a discussão sobre as badaladas de um sino foi parar na Justiça. Os sinos da Igreja Luterana de Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha, são ouvidos há mais de 70 anos. Eles vieram da Alemanha e tocam três vezes por dia. “Para nós aqui, não incomoda em nada. Pelo contrário. Eu acho romântico, delicado e religioso”, diz uma mulher. “É gostoso escutar o bater dos sinos de manhã. Funciona como um despertador”, conta um homem.

domingo, 8 de maio de 2011

Cortina à prova de som absorve ruídos externos e internos

Cortina à prova de som absorve os ruídos
Coube à designer de tecidos Annette Douglas a escolha das fibras mais adequadas e da técnica de tecelagem capaz de reproduzir o material simulado no computador. [Imagem: EMPA]

Barulho é irritante. Ele interrompe a comunicação, reduz a produtividade dos funcionários e deixa as pessoas cansadas - em casos extremos, o barulho pode até mesmo deixar as pessoas doentes.

Infelizmente, na maior parte das vezes, a distância entre o ruído incessante e a tranquilidade pode ter a espessura de uma parede, devidamente recoberta com superfícies absorvedoras de ondas acústicas.

Mas deixar o barulho do lado de fora de um ambiente agora pode ser tão simples quanto colocar uma cortina - uma cortina de tecido, flexível como as que já são utilizadas em residências e escritórios, e semi-transparente.

Cortina anti-ruído

Engenheiros do laboratório suíço EMPA desenvolveram um novo tecido que é leve, fino e flexível e, mais importante, um absorvedor de som excepcional.

"Os engenheiros de som ficaram atônitos quando viram as leituras que obtivemos com a nova cortina na sala de reverberação. O coeficiente de absorção sonora ficou entre 0,5 e 0,6," conta Kurt Eggenschwiler, chefe da equipe que desenvolveu a cortina à prova de som.

Em outras palavras, a cortina "absorve" cinco vezes mais som do que as barreiras convencionais. "A nova cortina genuinamente absorve som, melhorando notavelmente a acústica da sala - e seu design é de muito alta qualidade," completa Eggenschwiler.

Outra vantagem é que a cortina é translúcida, o que permite seu uso em uma grande variedade de ambientes, de escritórios e auditórios a salas de visita residenciais.

Cortina à prova de som absorve os ruídos
A cortina à prova de som retém os ruídos externos e diminui a reverberação interna, deixando o ambiente mais silencioso e tranquilo. [Imagem: EMPA]

Do computador ao tecido

A cortina anti-ruído veio ao mundo inicialmente em um computador, projetado na forma de um tecido ideal, com uma estrutura capaz de absorver o som.

A seguir, essa receita - um modelo matemático que descreve a estrutura microscópica do material - teve que ser "traduzida" para que o material pudesse ser fabricado na forma de um tecido.

O processo de fabricação teve que ser aprimorado, seguindo-se uma bateria de testes em cada geração de amostra fabricada.

Coube à designer de tecidos Annette Douglas, que foi quem procurou os pesquisadores com a ideia de uma cortina à prova de som, a escolha das fibras mais adequadas e da técnica de tecelagem capaz de reproduzir o material simulado no computador.

A designer também escolheu os elementos necessários para que a cortina tivesse as características anti-chama e translucência, que permitirão seu uso mais disseminado.

Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=cortina-prova-som&id=010160110505&ebol=sim

terça-feira, 26 de abril de 2011

Vizinhos reclamam do barulho causado pelos sinos das igrejas

Em duas cidades, moradores entraram com ações na justiça e conseguiram proibir igrejas de tocar sinos.

video

Um problema que afeta moradores de várias cidades brasileiras: o barulho causado por vizinhos incômodos. Em duas cidades, moradores entraram com ações na justiça e conseguiram proibir igrejas de tocar sinos. Mas em Piracaba, interior de São Paulo, a ordem foi suspensa nesta semana santa.
O som faz parte da tradição da igreja. Para quem vive em clausura como as freiras Carmelitas, cada toque tem um significado.

sábado, 19 de março de 2011

PM se irrita com barulho de jovens e tira a roupa

video

Parte da cena foi gravada pelo pai de um dos jovens, mostra o policial fora de si e logo depois ele começa a tirar a roupa. “Vou tirar a farda aqui também, que eu não quero mais receber um salário miserável da polícia pra aguentar desafororo”, disse ele.

Segundo testemunhas, o pior não está gravado. Foi quando tudo começou por volta das sete da noite. Os moradores dizem que o policial militar chegou a atirar duas vezes em direção ao grupo e ainda obrigou um dos adolescentes a segurar a arma.

Fonte: Jornal Hoje.
Disponível em:http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2011/03/pm-se-irrita-com-barulho-de-jovens-e-tira-roupa-em-rua-de-joinville-sc.html

quarta-feira, 9 de março de 2011

São Paulo intensifica fiscalização a ruídos de bares e obras

Prefeitura de São Paulo radicaliza na punição e empareda os infratores. Barulho fora de hora faz milhares de brasileiros passarem noites em claro.

video

“Se o estabelecimento não cumprir as determinações da prefeitura, ele é lacrado. Se, depois de lacrado, ele continuar aberto, a gente coloca os malotones. Se, além disso, ainda descumprirem, a gente empareda”, explica Alfonso Orlandi, coordenador de supervisão.
O barulho não vem só dos bares. Em São Paulo, os caminhões são proibidos de circular em vários bairros durante o dia. Com isso, muitas entregas são feitas à noite, perturbando o sono dos moradores.O crescimento da construção civil também acabou com o sossego noturno em várias ruas. Em muitas obras o trabalho entra pela madrugada.

Fonte:Bom Dia Brasil
Disponível em:http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/03/ruido-fora-de-hora-deixa-milhares-de-brasileiros-passando-noites-em-claro.html

domingo, 3 de outubro de 2010

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Homem que ouvia música em alto volume é espacando em Brasília


BRASÍLIA - Um homem que estava ouvindo música no estacionamento de uma lanchonete em Brasília foi retirado do carro e violentamente espancado. O som alto teria incomodado outro motorista e motivado a confusão. A vítima, identificada como Ataliba da Cunha ficou com o rosto repleto de marcas da agressão. Ataliba ficou com os olhos inchados, levou cinco pontos no queixo e teve arranhões por todo o rosto.

Segundo ele contou, o outro motorista o teria arrastado para o lado de fora do veículo e começado a agredi-lo. A namorada do agressor deixou escapar uma pista que pode ajudar a identificá-lo.

- A todo momento da discussão, ela gritava 'para, Marcos! Para, Marcos! Para Marcos" - explicou a vítima.

O caso aconteceu na madrugada de domingo, mas com a greve da Polícia Civil, o caso só foi registrado nesta segunda na delegacia da Asa Sul. Os agentes estão com as imagens de uma câmera de segurança do prédio ao lado de onde ocorreram as agressões. Eles também querem ouvir clientes e funcionários da lanchonete.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Vereador agride porteiro em Niterói

video

“Eu perdi a razão.” Foi assim que o vereador Luiz Carlos Gallo (PDT), de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, resumiu a cena em que aparece agredindo o porteiro de um prédio em Icaraí, na Zona Sul da cidade.

Fonte:RJTV.Edição dia 17/05/2010.
Disponível em:http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2010/05/eu-perdi-razao-diz-vereador-filmado-agredindo-porteiro-em-niteroi.html

Barulho nas cidades é sinal de atraso

video

É uma selvageria, sinal de atraso. Brasília, cidade planejada, misturou locais de diversão com locais de descanso. A mania nacional é o som alto.
O excesso causa surdez, aumento da pressão cardíaca, irritação, má digestão. É insalubre. E pode terminar pior, em agressão.

Fonte:Bom Dia Brasil.Edição do dia 18/05/2010.
Disponível em:http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2010/05/barulho-nas-cidades-e-sinal-de-atraso.html

Lei do Silêncio não é respeitada em Brasília

video

O barulho do bar incomoda e os moradores reclamam: 80% das queixas ao Instituto de Meio Ambiente de Brasília são de moradores contra bares.
Em Brasília, uma lei determina que bares e restaurantes fechem as portas até 1h entre domingo e quarta-feira e às 2h entre quinta e sábado. É assim há mais de dois anos. O que se queria com isso era melhorar a relação difícil entre vizinhos de bares e frequentadores.
Os postos são proibidos de vender bebida alcoolica depois das 22h. Mas tem muita gente que simplesmente leva a bebida e fica tomando no posto, com o carro de portas abertas e música alta.

Fonte:Edição do dia 18/05/2010.
Disponível em:http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2010/05/lei-do-silencio-nao-e-respeitada-em-brasilia.html

sábado, 15 de maio de 2010

Homem é agredido por reclamar de barulho

Dono do posto se apresentou à delegacia e confessou a agressão.

video

O homem reclamou do barulho que um grupo de jovens fazia em um posto de gasolina perto da casa dele. Imagens do circuito interno do prédio mostram a agressão. O militar foi parar no hospital.


Fonte:Em Cima da Hora.Edição 15/05/2010.

sábado, 6 de março de 2010

Barreiras acústicas são instaladas na Linha Vermelha

Estrutura não é resistente a tiros, mas segundo a Polícia Militar poderá ajudar a reduzir os assaltos na via expressa.

video


Começou a ser instalada na Linha Vermelha uma barreira acústica que, segundo a prefeitura, vai reduzir o barulho dos automóveis nas comunidades vizinhas. O projeto também chegou a provocar discussão, porque os moradores achavam que seria uma forma de esconder as favelas. A instalação de toda a barreira na Linha Vermelha só deve ficar pronta em maio, mas mesmo onde os operários já terminaram o trabalho alguns painéis não foram colocados. A prefeitura quer decidir que tipo de material vai usar – ou até se não vai usar – para aumentar a visibilidade da comunidade.

Fonte:RJTV 2ª Edição 06/03/2010.
Disponível:
http://rjtv.globo.com/Jornalismo/RJTV/0,,MUL1518697-9099,00-BARREIRAS+ACUSTICAS+SAO+INSTALADAS+NA+LINHA+VERMELHA.html

Rixa de vizinhos termina em morte no Tocantins

video

Segundo a polícia, a bomba foi fabricada em uma garrafa pet e tinha pólvora e pregos. O estouro pode ser ouvido por moradores de outras quadras. A explosão será investigada pela polícia.

Fonte:Em Cima da Hora/Globonews.Edição dia 05/03/2010.
Disponível em:http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1223620-7823-RIXA+DE+VIZINHOS+TERMINA+EM+MORTE+NO+TOCANTINS,00.html

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

domingo, 20 de dezembro de 2009

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

domingo, 15 de novembro de 2009

Traficantes não deixam a vizinhança dormir com baile funk nas alturas



video

"Traficantes realizam baile funk com músicas fazendo apologia ao sexo com menores e armas.O som parece estar de dentro do quarto mas realmente é o baile do morro Pavao Pavaozinho"

Disponível em:http://www.youtube.com/watch?v=F4UhAdNEX20

domingo, 30 de agosto de 2009

Pelo fim das sinaleiras nas garagens

PROJETO DE LEI No 847/2006

A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO, DECRETA:

Art.1o - Fica revogada a Lei no 938 de 29 de Dezembro de 1986.
Art.2o - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.


JUSTIFICATIVA

A Lei Municipal no 938/86, de autoria do então Vereador Sidney Domingues instituiu a obrigatoriedade da sinalização sonora na entrada e saída das garagens coletivas nos prédios do Rio de Janeiro.

Nossa proposta visa a revogação da citada Lei baseada em laudos, que comprovam não só os danos à saúde dos moradores bem como a ineficácia deste dispositivo sonoro.
Este Projeto de Lei, ao buscar a revogação de uma Lei também de autoria de um vereador não incorre em vício de origem, como vem argumentado o chefe do Executivo Municipal que tem se posicionado favoravelmente a manutenção das atuais sinaleiras sonoras.

O Art. 86 de Lei no 950/97 – Código de Trânsito Brasileiro é omisso quanto ao dispositivo sonoro, apenas obrigando as entradas e saídas de garagens serem devidamente identificadas.

Vale lembrar que tal obrigatoriedade ora exigida em nosso município não encontra similar na grande maioria das capitais e grandes cidades.
Em laudo de 05 de outubro de 2005, o conselho-presidente de Cremerj, Paulo César Geraldes manifestou-se contra pelo fim das sinaleiras sonoras para o bem do descanso, da tranqüilidade, da paz e da saúde da população do Rio de Janeiro.

A análise do psicólogo e assessor de comunicação do Instituto Philippe Pinel também foi favorável ao fiel cumprimento de legislação ambiental aplicável ao combate a poluição em qualquer de suas formas a incluída a sonora.

Nossa proposta encontra apoio entre outras, das seguintes associações de moradores: AMAGÁVEA, AMALEBLON, AMALEME, AMACOPA, AMAGLÓRIA, AMAI, AMABOTAFOGO, AMOVILA, AMAFONTE, AMACABOMAR, AMABAIRROPEIXOTO, AMAITANHANGÁ, AMAVE, AMAHOR, AMA JARDIM DE ALÁ, AVAS.

CARLOS BOLSONARO
Vereador

Caçambas e Ruídos no Alto Leblon


Barulhão no Alto Leblon, às 4 da manhã. Todas as noites, uma, duas, três ou mais caçambas... O Choque de Ordem Lotérico continua, e o barulho também.

sábado, 6 de junho de 2009

Cruzamento bloqueado + buzinas insuportáveis: rotina



Uma demonstração de falta de educação ao volante. Imagens enviadas por um morador de Copacabana, flagram momentos do cruzamento das ruas Barata Ribeiro e Miguel Lemos, onde motoristas fecham totalmente a rua.

De acordo com o Código de Trânsito, esta é uma infração média e os motoristas perdem quatro pontos na carteira. A multa é de quase R$100.

Fonte: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1051176-7823-VC+NO+RADAR+RJ+IRREGULARIDADE+ENGARRAFA+TRANSITO+EM+COPACABANA,00.html

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Assassinato Sonoro

Ronaldo Correia de Brito
Do Recife (PE)
Nesse final de semana recebi um balaço no peito e por pouco não morri. O bandido continuou pedalando sua bicicleta, o ar inocente de quem nada tinha feito. Atirava para todos os lados, sem preocupar-se com as vítimas. Algumas pessoas nem registravam os tiros, o corpo fechado, talvez.
Os policiais não davam a mínima para o bandido. Nem para o som estridente que ele desferia contra os mais sensíveis, nem para os produtos de pirataria vendidos. Duplo crime à luz do sol quente. O calor parece intensificar o efeito do barulho, torná-lo insuportável e mortal.

quinta-feira, 12 de março de 2009

No Reino do Barulho

Petrônio Souto (*)
Vivemos no reino do barulho. Por aqui as pessoas detestam o silêncio. Pior: Se sentem incomodadas com o silêncio, não sabem viver sem ruído por perto. Não é sem razão que o Brasil tem pouquíssimos filósofos. Claro que isso é uma das causas do aumento da violência em nosso país, sobretudo nas grandes cidades.
O barulho estimula a violência. A pessoa submetida a fortes descargas fica excitada, fora de si, predisposta a ter reações animalescas, pelo menos é o que dizem os especialistas. Muitos crimes brutais, praticados pelos motivos mais fúteis, acontecem em um ambiente de barulho intenso.
A violência e o consumo de drogas lícitas e ilícitas têm aumentado até nas outrora pacatas cidades do interior. As causas? Os mil e um carnavais fora de época, “rodeios” (?!) e magashows de bandas de forró (??!!!), receita infalível para embalar farras homéricas de multidões inteiras, reunindo gente de todas as idades. Danado é que esses bacanais muitas vezes recebem patrocínio público, travestido de “apoio cultural”.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

RUÍDO EM CONDOMÍNIOS: Bom Dia Brasil

Aumenta contratação de síndicos profissionais

Bom dia Brasil, 23.01.09

Quem mora em condomínio sabe: são discussões. Como muita gente não quer assumir o papel de síndico, tem condomínio que contrata um.


O síndico profissional e aqueles que exercem essa função por escolha do condomínio precisam ter, entre suas características principais, a paciência. Precisam ser diplomatas, mediando conflitos entre pessoas que mal se conhecem e acham que estão com a razão.


domingo, 11 de janeiro de 2009

Desordem Oficial no Leblon

A Guarda Municipal colocou tres guinchos no meio da rua, alem de moto e carros com duas rodas na calçada, atravancando o trânsito. E aí começou a apitar, apitar, apitar... para o trânsito fluir. Mas fluir como, com tudo isso no meio do caminho, Guarda Pálida ?

Leitura óbvia da cena: o apitaço é apenas a sonoplastia do mediocre e leviano governo-espetáculo.

Samba da Caçamba - Madrugada (02:00h)

"A culpa não é minha, é da firma. Telefona pra eles." - Desordeiro justificando seu batuque.

domingo, 28 de dezembro de 2008

Fugir do Ruído com Fones de Ouvido Pode Piorar o Dano Auditivo


Para melhor ouvir a música, faz-se necessário o uso de um maior volume. Esta medida possibilita abafar o ruído externo porém aumenta o dano ao sistema auditivo. Um das soluções para amenizar o problema é o uso de fones de ouvido que isolam o canal auditivo do meio externo, acabando com a competição entre o som do aparelho e o ruído urbano.

Bares e Boates Contra o Sono


Altíssimo ruído noturno, iluminação exagerada e ocupação indiscriminada das calçadas.

Estresse Provocado por Ruído Urbano


"Você que é inteligente... Pense: buzinar adianta?"

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Poluição Sonora: Buzinas, Suas Motivações, Legislação e Saúde Pública - Jornada Científica da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mais um trabalho do nosso laboratório - LabConsS - foi apresentado na XXX Jornada Científica Giulio Massarani, na UFRJ, Centro de Ciências da Saúde.

Dr. Washington Renzo fala sobre Problemas Auditivos

http://www.itu.com.br/noticias/detalhe.asp?cod_conteudo=15860&adm=1

itu.com.br - Quais são os problemas auditivos mais recorrentes?

São as perdas auditivas chamadas neurossensoriais provocadas por
lesão no nervo auditivo e causadas por exposição excessiva de ruídos
acima dos 90 decibéis e as perdas auditivas chamadas condutivas,
provocadas principalmente pelas infecções de ouvido, rinites
alérgicas e estados gripais polongados.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Deficiência auditiva é fator de risco para depressão em idosos

Os anos vão passando e os efeitos do envelhecimento vão aparecendo. A surdez é um dos problemas mais freqüentes em idosos.

Conhecida como presbiacusia, a deficiência auditiva nesses casos se deve ao desgaste provocado pelo envelhecimento. Se não tratada a tempo, pode causar sérias conseqüências, como a depressão e a exclusão social.

sábado, 11 de outubro de 2008

Vivendo em Sociedade...










PARA INICIAR O CLIPE, CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE EM CIMA DELE E EM SEGUIDA CLIQUE EM "PLAY"

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Compra ferro velho, é?

video

Nas terras de Chico Buarque, Coordenador da CET-Rio e etc...
Alto Leblon, aquele das novelas da Globo.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Barulho e fezes de pombas incomodam moradores de MG

Símbolo da paz, as pombas têm incomodado moradores de Belo Horizonte. Os animais invadem os telhados, fazem barulho e deixam sujeira que pode fazer mal à saúde.

Eleições com pouco barulho e mais silêncio


Hoje e amanhã acontece um encontro de algumas cidades de Mato Grosso na Promotoria de Justiça/MT para resolverem um problema que assola o descanso e bem-star das pessoas em épocas de campanhas eleitorais, o barulho dos sons e a sujeira que permanece na cidade.

Os representantes das cidades vão se reunir e firmar um acordo juntamente com o promotor de justiça para resolverem o problema, que se torna cada vez mais intragável pela sociedade, que reclama das propagandas eleitorais veiculadas em carros de som em horários que perturbem os ouvidos da população.

O promotor alerta para os candidatos que estão em campanha, que esse tipo de procedimento, faz com não convença os eleitores e os mesmos rejeitem os candidatos devido às perturbações causadas pelo barulho que lhes tira o sossego. Além de buscar resolver esse problema, o promotor não se vê satisfeito e ainda persiste em acabar também com as pichações e pinturas nos muros de residências e terrenos baldios das cidades, argumentando que tais formas de propaganda, acaba poluindo a cidade e sujando, despertando assim, um repúdio por parte do eleitorado.

Cabe agora à população, após as reuniões, saber se o acordo, de fato, foi firmado, com as coligações e partidos e seus respectivos candidatos. Quem sabe, agora, isso não possa ser adotado também aqui em Mato Grosso do Sul. O que você acha da idéia?

http://www.unifolha.com.br/lernoticia.aspx?id_noticia=1141

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Comentários no Blog

Caros Leitores,
Seus comentários são muito importantes!
Nós do Grupo PET Farmácia/Saúde Pública da UFRJ queremos fomentar a participação da população em questões de interesse da própria sociedade, a partir de comentários, discussões, reclamações, soluções, idéias e sugestões escritas na parte de Comentários deste e dos outros Blogs do Grupo.
Então.. Comentem!

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Contra o zumbido no ouvido, barulho

Entenda porque os ruídos são um tormento para 23 milhões de brasileiros e conheça as maneiras de aliviar o incômodo.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Tinha barulho, me protegi com janela acústica mas.....


A janela acústica que me foi vendida apresenta grave defeito. É que um líquido viscoso vem surgindo entre as folhas de vidros, aumentando gradualmente e prejudicando a aparência. Já expliquei isso diversas vezes, por telefone e pessoalmente, aos representantes e mesmo ao proprietário da empresa, mas sempre em vão. Pedi então orçamento para uma nova janela, sem me identificar, pois foi a única forma de faze-los vir para avaliar o defeito da janela. Esteve aqui o vendedor Candido que, pressionado, e interessado numa nova venda, trouxe então o responsável pela instalação, que deu risinhos, cometeu ironias e, novamente, nada me foi respondido, nem sobre o defeito que é enorme e muito bem visível, nem sobre providencias cabiveis. Nisso estamos. Uma foto da janela está disponível no blog...
http://ruidourbano-ufrj.blogspot.com/

Na foto, não explicitei o nome da empresa, porque não quero conflito, quero solução.
Apelo para O Globo, em busca de uma ssaída negociada e amigável. Obrigado.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Sobra barulho e falta educação

O cardápio está escrito com todas as letras: proibido som de carro. Mesmo assim, sempre aparece um cliente insistente. "Dizem que a rua é pública, colocam baixinho, pedem para deixar, mas não permitimos mesmo", conta o gerente Marcelo Souza. A estratégia é infalível. Ligou o som do carro, não é servido. "Eles acabam desligando ou vão procurar outro lugar para ficar". É fácil encontrar avisos semelhantes ao do cardápio em postos de gasolina, bares e restaurantes. Mais fácil ainda é cruzar com um desses carros de som tão potente quanto o de um trio-elétrico.